Oi, hoje é o dia do beijo

Oi, hoje é o dia do beijo

Hoje, dia treze de abril, é considerado o dia do beijo. Não sei se no mundo todo, mas pelo menos no Brasil sim. É dia de você sair beijando todo mundo (com moderação) pela Internet e falar coisas que você realmente não vai fazer. Pois é comum você ver algum subnick assim: “WOW, hj é dia do beijo e já beijei mais de 16” – aonde na verdade a pessoa ficou em casa o dia todo. E ainda reclamou quando recebeu um beijinho da mamãe. Mas a questão não é essa…

O beijo é a forma mais legal de se mostrar o carinho para outra pessoa do sexo oposto (ou, em alguns casos, animais), né? Estima-se que esse ato é um dos mais antigos do mundo (fonte: eu mesmo). Sei lá, procurei pela Internet e não vi nenhuma história por trás do “dia do beijo” ou registros do primeiro beijo, nenhuma parada informativa, nadinha! É uma pena. Só alguns boatos de que o dia 14 de abril seria o dia Internacional do sapinho mesmo. Nada confirmado.

Eu lembro até hoje do meu primeiro beijo. Foi lá em 2001, eu acho, quando eu tinha meus tenros 11 anos (um tapa na cara da sociedade que pensava que eu perdi o BV com 18 anos). A menina era incrivelmente linda, esperta e muito engraçada. Éramos muito amigos e vivíamos implicando um com o outro, mas é claro, na amizade. Até que um dia aconteceu uma coisa terrível: ela queria me beijar. Nossa, eu nunca tinha pensado nisso antes. “beijar na boca? LOL, que coisa horrível” – eu pensava. Estranho, né?

A questão é que, quando a menina colocou a idéia de que gostaria muito de trocar salivas comigo, eu comecei a pensar nisso também. E toda as vezes que a minha mãe comprava laranjas, eu ia treinar, como vi uma vez numa revista “toda teen” da minha prima. Sim, é… da minha prima. Até que chegou o dia: estávamos conversando e tal, ela levantou e mandou na minha lata: vamos beijar logo, deixa de ser mariquinha. NOSSA, parecia que tinha UM MILHÃO de borboletas em minha barriga e uma vontade de PEIDAR do nada invadiu meu ser. Que se foda, pensei e fui lá beijar a menina. Nossa, sensação mágica. Não sabia direito o que eu estava fazendo (foi aí que eu descobri que laranjas e bocas femininas são, em partes, muito diferentes), só sabia que estava muito bom. Até receber um pescoção do pai dela. Que era muito severo. E policial.

Nunca mais nos encontramos, mas com certeza ela, ao se lembrar do primeiro beijo, se lembrará da minha cara e daquele estranho cheiro de repolho que brotou no ambiente.

E aí, como foi o primeiro beijo de vocês? Beijo em bonecas, bexigas, paçocas e coca-colas em lata não contam, hein?!

Veja também: como beijar na boca, você beija bem?

Leia mais

  • O beijo dos signos
  • Como beijar na boca – Tipos de Beijo
  • Curiosidades sobre Cinema (Filmes)
  • Como namorar uma Amiga
  • Signos que combinam

    Deixe uma resposta

    XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>